Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Diretor
Time do coração : Ceará SC
Mensagens : 11137
Pontos : 10770
Nível de Perfil : 109
Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 17
Localização : FORTALEZA - CE
Ver perfil do usuáriohttp://proallmanagers.forumeiros.com/t1191-fifamc-karl-robinson

Re: [FIFA:MC] OWEN HARGREAVES - Parte 1

em Qui Jan 08, 2015 5:34 pm
Rapaz será um baita confronto, é a surpresa contra a realidade, quem vencera ? você só veram no próximo "capitulo" da novela kk
avatar
Bola de Ouro
Mensagens : 1049
Pontos : 838
Nível de Perfil : 7
Data de inscrição : 29/09/2014
Ver perfil do usuáriohttp://proallmanagers.forumeiros.com/t205-pesbal-cassio-castor

Re: [FIFA:MC] OWEN HARGREAVES - Parte 1

em Qui Jan 08, 2015 7:05 pm
Grande jogo, mesmo sendo o Chelsea confio totalmente no titulo da sua equipe pelo futebol que o time vem apresentando.
avatar
Lenda no clube
Mensagens : 4397
Pontos : 3861
Nível de Perfil : 22
Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 25
Localização : Recife, PE
Ver perfil do usuáriohttp://proallmanagers.forumeiros.com/t26-fifamc-kassio-lacerda

Re: [FIFA:MC] OWEN HARGREAVES - Parte 1

em Qui Jan 08, 2015 10:10 pm
Depois do que a equipe já enfrentou e derrotou, não me surpreende se o Chelsea for mais uma vítima. Vai, Exeter City!
avatar
Bola de Ouro
Mensagens : 2240
Pontos : 1892
Nível de Perfil : 12
Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro
Ver perfil do usuáriohttp://proallmanagers.forumeiros.com/t67p480-fifamc-owen-hargrea

Re: [FIFA:MC] OWEN HARGREAVES - Parte 1

em Sex Jan 09, 2015 2:24 am


HISTÓRICO, ÉPICO!!! EXETER CITY SE SUPERA E DEPOIS DE 120 MINUTOS E PENAIS CONQUISTA THE FA CUP WITH BUDWEISER 2014/2015!!!
Courtois fecha o gol no tempo normal e prorrogação, pega três pênaltis, porém a festa é Grecian após Filipe Luís desperdiçar pênalti derradeiro!!!



Histórico, épico, todos os adjetivos serão poucos para a façanha conquistada pelo surpreendente Exeter City, comandado por Owen Hargreaves do banco de reservas e com um elenco guerreiro, de se tornar campeão da competição da mais antiga do futebol profissional, a The FA Cup 2014/2015, quebrando um tabu de 35 temporadas desde a conquista do West Ham United na temporada 1979/1980, se tornando assim a oitava equipe sem ser da elite do futebol inglês, a atual Barclays Premier League, a levantar o troféu da competição, derrotando o Chelsea nos pênaltis pelo placar de 3 a 2, após um empate no tempo normal e prorrogação em 1 a 1 no The Wembley Stadium. Com mais essa conquista inédita, a equipe Grecian fecha a temporada de maneira impecável, conquistando todos os títulos disputados na temporada 2014/2015, isso tudo com um investimento limitado e com destaque para o trabalho fora das quatro linhas, comandado pelo diretor de futebol Diego Roberto e pela presidente Denise Watts.

Com uma campanha fabulosa, eliminando equipes do calibre de Blackburn Rovers e Manchester City, nas quartas–de–final e semifinais, o Exeter City chegou pela primeira vez em mais de seus 100 anos de história e nos mais de 130 anos da The FA Cup na decisão da competição. Dono do melhor ataque da competição, com média superior a 3 gols por partida, a equipe comandada por Owen Hargreaves, que vem sendo considerado uma das revelações como manager na temporada não só no futebol inglês como no futebol europeu, chegou a mais uma decisão no The Wembley Stadium na temporada com o status de franco azarão e passando a semana com algumas dúvidas na escalação, o que se viu foi o Exeter City entrando em campo com a equipe considerada força máxima durante toda a temporada com Keohane como armador principal, Azogue, numa prova de total entrega e notadamente fora das condições físicas, no meio–campo de contenção com Noble e Ribeiro totalmente recuperado de uma pancada no cóccix formando a zaga com o capitão Bennett© e com Milanov. A esperança de gols dos Grecians se depositava na dupla de ataque composta pelo artilheiro da The FA Cup with Budweiser 2014/2015, Harrison Panayiotou e pelo sempre dedicado Jake Sinclair.

Sonhando com o oitavo título da competição mais antiga do futebol profissional no mundo para ser a cereja do bolo do título da elite do futebol inglês, a Barclays Premier League 2014/2015 e após ter eliminado o Reading e o Manchester City nas quartas–de–final e semifinais da The FA Cup with Budweiser, o Chelsea comandado pelo “The Special One” José Mourinho entrou em campo não somente com o favoritismo devido ao elenco multiestelar que tinha a disposição, mas principalmente por contar com quase 70% do The Wembley Stadium pintado de azul. E para a decisão da última competição do futebol inglês na temporada, Mourinho surpreendeu não no esquema escolhido, o já tradicional e comum 4–2–3–1, mas sim em alguns jogadores escalados como o jovem Kane na lateral–direita deixando Terry e Zouma no banco de reservas e improvisando Ivanovic na zaga ao lado de Cahill© que assumiu a braçadeira de capitão, no meio–campo a surpresa foi a escalação do mexicano Ulises Dávila como armador centralizado em detrimento de jogadores como Schürrle e Cesc Fàbregas que ficaram no banco de reservas. A esperança de gols do Chelsea encontrava – se no uruguaio Edinson Cavani e no brasileiro Willian, artilheiro Blue na competição com 4 gols marcados.

E sob um dilúvio incrível em London e no The Wembley Stadium, o experientíssimo Roger East, dá autorização para a bola rolar na decisão da The FA Cup with Budweiser 2014/2015. E quando a bola rolou, o que se viu foi um Exeter City totalmente acostumado ao campo da decisão e tendo a 1ª grande chance da partida, aos 61 com Sinclair obrigando Courtois operar bela defesa em jogada que começou com desarme de Azogue que passou para Noble antes de chegar para Keohane que serviu para o camisa # 11 Grecian. Assustado com o início Grecian na decisão, o Chelsea valorizou a posse de bola, tentando encontrar espaços no bem compactado esquema do Exeter City que fazia o Chelsea rodar a bola e errar passes, porém aos 19’ Cavani faz bela jogada individual e antes de sair na cara do gol, Ribeiro desarma o uruguaio que cai na área, pedindo pênalti. Na sequência do lance, a equipe Grecian engata velocidade e Sinclair tabela com Grimes que serve a Panayiotou que entra na área e fuzila cruzado para mais uma bela defesa de Courtois. A oportunidade seguinte da equipe Grecian foi rechaçada pela equipe Blue em lance onde Sinclair decidiu passar para Panayiotou ao invés de finalizar. Uli Dávila, uma das grandes surpresas Blue na escalação, não conseguia ter uma boa atuação e o Exeter City se mostrando taticamente superior não dava espaços efetivos ao talento ofensivo do Chelsea e com uma grande atuação defensiva comandada pelo experiente Noble, o 0 a 0 perdurou ao final da 1ª etapa e se existisse justiça no futebol, o placar mais justo seria a vantagem para o Exeter City.

Os 45 minutos da etapa complementar da decisão da The FA Cup começou da mesma maneira que a etapa inicial, com o Exeter City taticamente muito bem postado contra um Chelsea tentando encontrar a melhor maneira para superar a entrega Grecian na decisão e como na etapa inicial, a 1ª grande chance foi de Sinclair, com Courtois novamente brilhando, em jogada que começou em troca de passes envolventes e bola enfiada por Keohane. Após um período de pressão Grecian, Cavani aproveitou falha defensiva da zaga alvirrubra e tentou encobrir Pym, que com maturidade fechou o ângulo do uruguaio e fez bela defesa impedindo o 0 a sair do marcador no The Wembley Stadium. Outra boa chance foi de Grimes, que esbarrou em Courtois, numa exibição impecável, chance essa que começou numa bela jogada e lançamento de Azogue. E na grande chance Blue em toda a decisão e nos noventa minutos iniciais, Ramires entrou sozinho na área, após passe de Uli Dávila e com Pym totalmente batido, acertou a trave, fazendo um frio na espinha e um grito de alívio saírem do peito de cada torcedor Grecian. Como num jogo de xadrez, Hargreaves moveu a 1ª peça sacando Keohane e dando lugar a Cochis, e como resposta, o “The Special One” José Mourinho saca Cavani dando chance a Diego Costa. Com a entrada de Diego Costa, Uli Dávila cresceu na partida e parou em Pym após bela jogada individual. Na parte final da etapa complementar, o Exeter City pareceu ter se cansado de tanto esforço, porém nada mais aconteceu no tempo normal e as emoções da decisão da edição 134 da competição de futebol profissional mais antiga do mundo, a The FA Cup, a The FA Cup with Budweiser 2014/2015 só aumentariam pois teríamos mais 30 minutos de futebol entre Exeter City e Chelsea.

Os últimos 30 minutos do futebol inglês na temporada 2014/2015 reservou emoções dignas de uma decisão. Antes de rolar a bola para a prorrogação, Mourinho sacou Uli Dávila e colocou Cesc Fàbregas. A prorrogação começou com o Chelsea tentando valorizar a posse de bola, porém com o lado tático brilhando intensamente, o Exeter City fez o placar sair do 0. Em jogada que começou com desarme de Ribeiro em Fàbregas, Cochis aproveita passe do camisa # 6 Grecian e o enganche argentino enfia uma bola brilhante no meio da zaga Blue e Sinclair ganha de Cahill© na velocidade e na saída de Courtois e antes da chegada de carrinho do camisa # 24 Blue, fuzila sem chances de defesa para a muralha belga, estufando as redes e calando a maioria Blue no The Wembley Stadium, fazendo 1 a 0 para o Exeter City aos 5’ da ‘ª etapa da prorrogação. Com o placar em desvantagem, o Chelsea se desestabilizou em campo e quase que o Exeter City amplia o marcador e mata a decisão, porém Panayiotou parou em entrada desleal de Cahill©, quando entrava livre na grande área. Recuperando–se do susto sofrido com o gol Grecian, o Chelsea voltou a valorizar a posse de bola para encontrar espaços na defesa alvirrubra, e somente na bola parada, os Blues assustaram Pym com Matič, que subiu mais que a zaga Grecian após cobrança de falta de Hazard. E foi após essa chance de Matič que aconteceu a grande falha coletiva do Exeter City em toda a decisão, Pym cobrou tiro de meta curto, Milanov deixou Diego Costa se antecipar, e o brasileiro mostrando todo seu lado frio e matador encobrindo Pym com um toque sutil, estufando as redes e colocando o placar em igual na decisão aos 14’ da 1ª etapa da prorrogação.

Com o placar igual, a tensão tomou conta dos dois lados da torcida e as emoções tinham tudo para aumentar na segunda etapa da prorrogação. No intervalo da 1ª para a 2ª etapa da prorrogação, o que se viu foram duas equipes visivelmente cansadas física e mentalmente, e com os líderes falando e tentando mostrar que tudo poderia se decidir na prorrogação ainda. Vendo a equipe Grecian perder o meio–campo, Hargreaves saca o heroico Azogue e coloca Payne e o Chelsaea embalado pelo empate se postou melhor em campo, porém o Exeter City se superava em campo e taticamente impecável fez bela jogada com uma bela troca de passes entre Noble, Milanov e Payne, a bola chegou em Cochis que enfiou bola para Sinclair que ganha de Ivanovic e dá um drible no zagueirão australiano e chuta para mais um milagre de Courtois que joga para escanteio. Na cobrança do escanteio feita por Grimes, Panayiotou se antecipa a Hazard e Cahill© e cabeceia com firmeza com a bola passando rente a trave com Courtois batido. Os últimos minutos de prorrogação foram marcados pela posse de bola do Chelsea e a entrega Grecian para tentar levar a decisão da The FA Cup with Budweiser 2014/2015 para os pênaltis, e com o apito final de Roger East, a decisão da competição de futebol profissional mais antiga do mundo foi para a marca de cal, fato que não ocorria desde a temporada 2005/2006.

Todos acreditavam que o Chelsea tinha um ligeiro favoritismo na decisão por pênaltis, pois Courtois estava em excelente forma e vinha sendo um dos melhores jogadores em campo enquanto o Exeter City contava com um goleiro jovem e que falhou na decisão. Como num roteiro de cinema, Hargreaves e “The Special One” José Mourinho decidiram os astros principais, do lado Grecian, Hargo escolheu Panayiotou, Sinclair, Noble, Grimes e Cochis como cobradores da primeira série e do lado Blue, “The Special One” optou por Hazard, Fàbregas, Diego Costa, Matič e Ramires para o ato principal da decisão.

Com os atores principais definidos, os últimos lances da The FA Cup with Budweiser 2014/2015 começavam a se desenhar. Após o sorteio definiu–se que o Exeter City começaria as cobranças e sendo assim Panayiotou dirigiu–se à bola e como fez durante toda a temporada, não fez paradinha e cobrou no meio do gol, Courtois muito frio não se moveu e encaixou com facilidade, a cobrança do camisa # 77 Grecian. Podendo colocar o Chelsea já em vantagem na primeira cobrança, Hazard foi para a bola e com cavadinha parou nas mãos de Pym que não se moveu e fez defesa tranquila. Com o placar em 0 foi a vez de Sinclair partiu para a bola e buscando o alto pelo lado esquerdo e parou mais uma vez em defesa de Courtois, tentando tirar o 0 do placar, Cesc Fàbregas foi par aa bola e cobrou rasteiro no canto direito de Pym que como um gato, fez belíssima defesa, mantendo o placar em 0 a 0 após quatro cobranças de pênaltis.

A responsabilidade da terceira cobrança Grecian e de tentar tirar o 0 da decisão ficou com David Noble que deslocou Courtois e bateu no meio do gol, estufando as redes e colocando o Exeter City na frente na decisão por pênaltis. Diego Costa teve a responsabilidade de empatar a decisão e com uma cobrança que bateu na trave direita e entrou cruzado , fez sua parte, cobrança essa que Pym nem se moveu. Agora com o placar igual em 1, Grimes foi para a quarta cobrança do Exeter City e com toda a frieza, o camisa # 14 Grecian esperou Courtois cair e com categoria empurrou no meio do gol para colocar novamente a equipe alvirrubra a frente do marcador.  A quarta cobrança Blue foi de Matič que fez uma cobrança muito parecida com a de Diego Costa, porém a bola do camisa # 21 Blue bateu na trave e não entrou, colocando o Exeter City a apenas uma cobrança do título, o goleiro Pym estava no lance e poderia ter chance de pegar o pênalti caso fosse em direção ao gol.

A última cobrança Grecian na série inicial, cobrança essa que poderia dar o título para a equipe do Exeter City cabia a Cochis, o camisa # 24 alvirrubro foi para a bola e pareceu ter se apequenado contra Courtois, cobrando a penalidade no meio do gol e a muralha belga fazendo a defesa com facilidade. Com a responsabilidade de levar a decisão para as cobranças alternadas, Ramires foi para a última cobrança Blue na série de 5 e com uma cobrança indefensável empatou a decisão novamente, levando–la  para as cobranças de pênaltis alternadas. Escolhido por Hargreaves, o polivalente Ribeiro foi para a primeira cobrança alternada do Exeter City, o camisa # 6 Grecian mostrou frieza e após esperar Courtois cair chutou forte no meio do gol, colocando o Exeter City na frente do marcador e jogando toda responsabilidade nos pés de Filipe Luís, o sexto cobrador escolhido por Mourinho, o camisa # 3 Blue foi para a bola e após deslocar Pym, acertou o travessão com uma bomba, fazendo a festa não só dos jogadores Grecians após uma guerra de mais de 120 minutos, mas também de todos os presentes no The Wembley Stadium que aplaudiram de pé a todos os jogadores e guerreiros da decisão da edição 134 da The FA Cup, a The FA Cup with Budweiser 2014/2015, conquistada de maneira inédita pelo Exeter City Football Club.

Com a conquista de mais um troféu na temporada, o Exeter City de Owen Hargreaves, Diego Roberto & Cia. coroa a temporada 2014/2015 de maneira irretocável, com a conquista de todos os títulos possíveis e indubitavelmente entrando na história da equipe alvirrubra.

Depois do final da decisão da The FA Cup with Budweiser 2014/2015, a organização da competição elegeu os melhores da mesma, a Chuteira de Ouro da competição ficou com Harrison Panayiotou, do Exeter City, com 7 gols marcados, a Chuteira de Prata ficou com Sergio “Kün” Agüero, do Manchester City, com 5 gols marcados e a Chuteira de Bronze ficou com Jake Sinclair, do Exeter City, com 5 gols marcados. A estatueta do Garçom de Ouro foi para Germán Cochis  do Exeter City, com 4 passes para gol, Craig Mackail–Smith, do Brighton And Hove Albion, ficou com o Garçom de Prata, com 32 passes para gol, com a mesma quantidade de passes para gol e perdendo nos critérios de desempate, Gary Dicker, do Carlisle United, levou para casa, o Garçom de Bronze. O Luva de Ouro ficou com Thibaut Courtois, do Chelsea, que ficou 2 partidas sem sofrer gols, a Luva de Prata ficou com Joe Hart, do Manchester City, que também ficou 2 partidas em ser batido, a Luva de Bronze ficou com Christy Pym, do campeão Exeter City, que também ficou 2 partidas sem ser batido. A Bola de Ouro, prêmio dado ao melhor jogador da competição, foi dado com toda a justiça a Jake Sinclair, do campeão Exeter City, a Bola de Prata ficou com Thibaut Courtois do Chelsea que quase carregou à equipe Blue ao oitavo título da competição e a Bola de Bronze foi dada ao artilheiro da competição, Harrison Panayiotou do campeão Exeter City.

O prêmio maior quem teve a honra de levantar foi o zagueiro Scott Bennett©, capitão do Exeter City, o troféu de campeão da edição 134 da The FA Cup, a competição de futebol profissional mais antiga do mundo, a The FA Cup with Budweiser 2014/2015. E agora nos veremos somente na temporada 2015/2016 do futebol inglês e europeu.


GRECIANS SQUAD – The FA Cup with Budweiser 2014/2015 – The Final – THE WEMBLEY STADIUM:

(3–5–2 by Owen Hargreaves) – Pym; Ribeiro, Bennett© e Milanov; Noble, Azogue (Payne 105’), Grimes, Sercombe e Keohane (Cochis 75’); Panayiotou e Sinclair.
SUBSTITUTES – Hamon, Moore–Taylor, Wheeler, Cochis, Payne, Nichols e Reid.


BLUES SQUAD – The FA Cup with Budweiser 2014/2015– The Final – THE WEMBLEY STADIUM:

(4–2–3–1 by José Mourinho) – Courtois, Kane, Ivanovic, Cahill© e Filipe Luís; Ramires, Matič, Willian, Hazard e Uli Dávila (Cesc Fàbregas 91’); Cavani (Diego Costa 75’).
SUBSTITUTES –  Cech, Zouma, Terry





The FA Cup with Budweiser│Round 08 – The Final│16-05-2015│The Wembley Stadium, London│87856 pagantes
EXETER CITY (3) 1 – 1 (2) CHELSEA
GOLS: 95’ Sinclair (EXE)│104’ Diego Costa (CHE)
ASSISTÊNCIAS: Germán Cochis (EXE)
PÊNALTIS: EXE – Panayiotou x (Courtois defendeu)│Sinclair x (Courtois defendeu)│Noble │Grimes │Cochis x (Courtois defendeu)│Ribeiro
CHE – Hazard x (Pym defendeu)│Cesc Fàbregas x (Pym defendeu)│Diego Costa │Matic x (Trave)│Ramires │Filipe Luís x (Travessão)
MVP: 11) Jake Sinclair (7,50) – EXE│13) Thibaut Courtois (7,50) – CHE




© skySPORTS FOOTBALL – The FA Cup with Budweiser 2014/2015– The Final – WEMBLEY STADIUM – COPYRIGHTS
avatar
Destaque da UCL
Mensagens : 677
Pontos : 635
Nível de Perfil : 0
Data de inscrição : 07/01/2015
Idade : 19
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuáriohttp://proallmanagers.forumeiros.com/t693-fmmanager-anderson-por

Re: [FIFA:MC] OWEN HARGREAVES - Parte 1

em Sex Jan 09, 2015 4:39 am
Fez um otimo jogo... segurou o Chelsea ate os Penaltis e venceu muito bem... Chelsea sempre quando pega um time menor e massacrado... e não foi direfente... agora e so Comemorar esse feito incrivel! Parabens
avatar
Diretor
Time do coração : Ceará SC
Mensagens : 11137
Pontos : 10770
Nível de Perfil : 109
Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 17
Localização : FORTALEZA - CE
Ver perfil do usuáriohttp://proallmanagers.forumeiros.com/t1191-fifamc-karl-robinson

Re: [FIFA:MC] OWEN HARGREAVES - Parte 1

em Sex Jan 09, 2015 7:04 am
Cara que jogão manow, o time teve uma atuação magistral taticamente e nos pênaltis a equipe acabou vencendo com méritos o time do Chelsea
avatar
Lenda no clube
Mensagens : 3568
Pontos : 3176
Nível de Perfil : 20
Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Re: [FIFA:MC] OWEN HARGREAVES - Parte 1

em Sex Jan 09, 2015 7:58 am
Parabéns pelo título, como sempre a postura tática da equipe foi algo incrível, o time "dominou" o poderoso Chelsea, apesar de ser tecnicamente ser inferior.
Conteúdo patrocinado

Re: [FIFA:MC] OWEN HARGREAVES - Parte 1

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum